segunda-feira, março 24, 2008

Até um dia... quem sabe?

A todos os amigos que aqui costumam vir, informo

que por razões de outras guerras igualmente válidas,

não tenho tido tempo para aqui colocar posts, pelo que

julgo ser preferível, por enquanto, suspender a minha

participação neste Blog... Talvez volte outro dia,

entretanto: A luta continua noutros locais!

domingo, março 02, 2008

Pela Democracia e liberdade II

Imagem da manifestação no Rossio.

Pela Democracia e liberdade

Quando a manifestação que o Partido Comunista promoveu, chegou ao Rossio ainda havia manifestantes a sair do Pricipe Real.
A imagem mostra a verdadeira dimensão da manifestação. Os comunistas ocupavam o percurso apresentado na imagem, desde o Rossio ao Principe Real.

quinta-feira, fevereiro 28, 2008

Faixa de pobreza

”O pensamento sistemático da "globalização" não conseguiu sistematizar o mundo; e o monotema do "socialismo moderno", com Tony Blair na batuta e Guterres e Sócrates na flauta, foi a metáfora de um capitalismo desprovido (como, aliás, lhe compete) de emoção humana. O capitalismo nunca anunciou a felicidade na Terra, enquanto o "socialismo moderno", e seus habilidosos e loquazes tribunos, prometeram tudo e mais alguma coisa.

(…) Este país, dirigido por uma gente improvisada e insensível, a tal ponto, que empurra dois milhões de miúdos para a faixa da pobreza. Eufemismo que quer dizer: têm fome.”

Baptista Bastos, DN-27.02.08

quarta-feira, fevereiro 27, 2008

A esquerda sobe na Alemanha

O partido alemão Die Linke (A Esquerda), membro do partido da Esquerda Europeia, elegeu 8 deputados para o parlamento de Hamburgo, onde nunca tinha concorrido, e obteve 6,4% nas eleições realizadas Domingo passado. Com este resultado o Die Linke está já presente em 10 dos 16 parlamentos estaduais alemães.

domingo, fevereiro 24, 2008

Comunista Christofias é eleito novo presidente do Chipre

Após a contagem de 98% dos boletins, neste domingo (23), o líder do partido comunista do Chipre (AKEL), Demetris Christofias, 61 anos, foi declarado vencedor com 53,5% dos votos nas eleições presidenciais no Chipre.
O seu rival conservador, Ioannis Kasoulides, 59 anos, obteve 46,5% dos votos.
Ambos defenderam o reinício das conversações com os cipriotas-turcos para pôr fim à divisão que vigora na ilha desde 1974.
A taxa de participação no segundo turno das eleições foi de 90%.

sexta-feira, fevereiro 22, 2008

Vila Real de Santo António - La Playa, Cuba

Mais de uma centena de pacientes de Vila Real de Santo António (Algarve) vão deslocar-se este mês a Cuba para receber tratamentos médicos. Já chegaram 21 pacientes [a Havana] e vão mais 50 dia 25 deste mês e outros tantos no dia 29, revelou fonte da autarquia respectiva.

A deslocação destes pacientes insere-se no âmbito de um acordo de geminação com os responsáveis municipais de La Playa, cidade nos arredores de Havana. No quadro desse acordo, o município transfere todos os anos para o município gémeo cubano uma verba de 50 mil euros, para serem investidos, sobretudo, na área da educação.

A fonte da autarquia garante que os cuidados de saúde e os hospitais em Cuba são "do melhor que existe" e que os "equipamentos são semelhantes aos portugueses". Alguns destes pacientes estão há anos em listas de espera para serem submetidos a cirurgias no Algarve.

quinta-feira, fevereiro 21, 2008

Ska-P Romero el Madero (Incontrolable)

Ska-P, banda de Ska punk formada em 1994 em Madrid

quarta-feira, fevereiro 13, 2008

Falta de honra

Há, nesta gente (do PS), falta de garra, de honra, de competência, de credibilidade, de integridade, de vergonha. Trabalhadores precários: 1 700 000. População empregada: 5,2 milhões de pessoas. Desempregada: cerca de meio milhão. Dois milhões de portugueses na faixa da pobreza. São conhecidos os vencimentos escandalosos, as mordomias, as pensões de reforma não apenas no "privado" como no "público". O regabofe na sociedade portuguesa é mais do que revoltante. O PS é uma desgraça. O Governo "socialista" uma miséria. E ambos têm de saciar imensos e sôfregos apetites.

Baptista-Bastos, DN 13.02.08

domingo, fevereiro 10, 2008

Sobre o Kosovo

"Na sua luta contra o que restava da Jugoslávia, os Estados Unidos e alguns aliados europeus resolveram provocar a separação do Kosovo. Primeiro, instigaram e apoiaram a guerrilha separatista e as suas operações violentas; depois, quando o exército enfrentou a guerrilha, clamaram por "limpeza étnica"; a seguir, mobilizaram a Nato para bombardear o País e fazer ajoelhar Belgrado; obtida a separação de facto da província secessionista, puseram a UE a pagar a administração do território e fecharam os olhos à perseguição e expulsão da minoria sérvia (essa, sim, uma verdadeira limpeza étnica); por último, incentivaram a declaração de independência e preparam-se para a reconhecer imediatamente.
É o que se chama estratégia bem sucedida. Tendo apoiado cumplicemente todo o processo, a UE prepara-se para suportar os custos financeiros e políticos da improvável auto-sustentabilidade do novo País."

Texto de Vital Moreira, às vezes até concordo com ele e neste caso muito.

quarta-feira, fevereiro 06, 2008

Retorno à barbárie

“Um trabalhador que esteja cansado física ou psicologicamente – porque está mais velho, porque tem problemas familiares, porque trabalhar naquela empresa não era exactamente o que pretendia ou porque se desinteressou do trabalho – deve poder ser despedido por justa causa”, defendeu em conversa com o Correio da Manhã (Quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2008) Gregório Rocha Novo, membro da direcção da CIP

«A burguesia, onde ascendeu ao poder, afogou a sagrada reverência da exaltação devota, o fervor cavalheiro, a melancolia sentimental do burguês pobre [da Idade Média], na água gelada do cálculo egoísta. Reduziu a dignidade pessoal ao valor de troca e colocou no lugar de um sem número de liberdades legítimas e estatuídas uma única liberdade sem escrúpulos - a do comércio».
Manifesto do Partido Comunista

sexta-feira, fevereiro 01, 2008

Coerência

«Tenho dúvidas que se esteja a salvar o Serviço Nacional de Saúde. Pode acontecer que o serviço público fique só com os coitadinhos»Ana Jorge à revista Visão, no dia 17 de Janeiro de 2008.

«Acredito na reforma em curso e no Serviço Nacional de Saúde» Ana Jorge à Lusa, no dia 29 de Janeiro de 2008.

E só passaram 12 dias entre uma fras e outra.

Via arrastão

quinta-feira, janeiro 31, 2008

O homem que fala para se ouvir

“O homem falava para se ouvir. Falava; não estava a dizer nada.

Elogiava-se e ao Governo que dirigia. Na Saúde, na Justiça, na Economia, na Cultura, no Emprego, na Educação, nas Obras Públicas, tudo deslizava, com suavidade, para o irreversível ponto de exclamação que será a sociedade próspera e abundante. O absurdo atingia a dimensão da inconsciência abjecta. O homem na televisão deixara de o ser: era, unicamente, voz. Voz efémera, que desembarcava numa auto-admiração inviolável; voz de catálogo turístico.

As vozes humanas possuem cor, luminosidade, magia, transcendência, grandeza, música, presença física. A voz do homem na televisão era dissimulada, quadrada e cava. Uma mentira instantânea que se repetia sem perdão. Um eco do oco.”

Baptista Bastos, DN 30.01.08

terça-feira, janeiro 29, 2008

Contra a precarização dos trabalhadores das Artes


Contra a precarização dos trabalhadores das Artes do Espectáculo, assine o abaixo assinado para que se retire a Proposta de Lei n.º 132/X, apresentada pelo Governo e que o PS se prepara para votar.

Um outro mundo é possivel

Nas eleições regionais alemãs realizadas neste Domingo, o partido "Die Linke" (A Esquerda de raiz comunista), elegeu pela primeira vez, 6 deputados no Estado de Hessen e 11 no da Baixa Saxónia.
Até agora o Die Linke só tinha uma forte presença nos territórios da antiga Républica Democrática Alemã e recentemente em Maio do ano passado elegeu deputados para um parlamento regional no Estado de Bremen.

quinta-feira, janeiro 24, 2008

Retratos da saúde em Portugal

O diálogo que abaixo se reproduz (publicado no Correio da Manhã), faz parte do retrato do sistema de saúde em Portugal. A conversa entre o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) os bombeiros e médicos mostra bem como os encerramentos das Urgências e os planos alternativos do ministro da Saúde podem estar perfeitos nos papeis mas chocam flagrantemente com a realidade. Seria cómico, se não fosse trágico.

(Bombeiro de Favaios e a médica da VMER de Vila Real falam um com o outro)

Médica da VMER (MV): – Boa noite.
Bombeiro de Favaios (BF): – Boa noite.
MV: – Boa noite. Podiam dar-nos algumas indicações? Onde é o...
BF: – Como, como?
MV: – Se nos podia dar algumas indicações. Onde é...
BF: – Ora bem. Eu não sei como é que vou explicar. Chega ali a Alijó, vai adiante, ao pé das bombas de gasolina. Há uma rotunda à esquerda. Corta à esquerda, para ir ao Intermarché. E segue sempre em frente para o Castedo. Sempre estrada fora.
MV: – Para onde?
BF: – Para o Castedo.
MV: – OK. Pronto, obrigado.
BF: – E agora, o que faço?
MV: – Diga?!?
BF: – O que faço? É preciso ir lá eu?
MV: – (risos). Ó senhor, nós vamos a caminho.

(A operadora do CODU reentra na chamada telefónica)

Operadora do CODU (O): – Ó, Favaios!
BF: – Diga, diga.
O: – Obviamente é para lá ir a ambulância para iniciar suporte básico de vida. Se estiver em paragem. Digo eu.
BF: – Olhe, mas arranco para lá eu?
O: – ... (risos).
BF: – Estou?...
O: – Peço desculpa. Eu estou a falar com uma corporação de bombeiros, não estou?
BF:– Está sim. Mas estou a atender o telemóvel.
O: – Então eu estou a dar-lhe uma saída, e pergunta-me a mim o que vai fazer? Nunca tal me aconteceu.
BF: – Desculpe lá, desculpe lá.
O: – Claro que tem de ir para o local com a ambulância e com o colega.
BF: – Eu estou sozinho.
O: – Está sozinho?
BF: – Estou.
O: – Então como vai sair uma ambulância sozinha?!
BF: – Não tenho mais ninguém agora aqui.
O: – Como não tem?
BF: – Então como vou fazer!?!...
O: – Espere aí! (dirigindo-se para a médica da VMER) Ó doutora, Favaios está sozinho, não tem mais ninguém... (volta a falar com o bombeiro) Não arranja outro tripulante?
BF: – Quem é que vou arranjar agora?!
O: – Qual é a corporação mais próxima além de vocês?
BF: – Só Alijó.(…)
O: – Então vou mandar Alijó. Vou pedir ajuda, para você ajudá-lo a chegar ao local. (desabafo para alguém que está ao lado) Tu estás a ver? Ele está sozinho. “O que é que eu faço?”, pergunta-me ele.

(A operadora do CODU telefona para os Bombeiros de Alijó)

Bombeiro de Alijó (BA): – Estou sim...
O: – Uma saidinha para Castedo.
BA: – Castedo é Favaios!
O: – Pois é. Mas Favaios está só com um senhor e a ambulância. E a vítima pode estar em paragem respiratória. Vai a viatura médica de Vila Real. Não posso enviar uma ambulância só com uma pessoa para fazer uma emergência médica.
BA: – Aqui também não tenho ninguém.
O: – Não tem aí ninguém.
BA: – Não. Só se chamar...
O: – Então...
BA: – Aqui só fico eu de noite.

domingo, janeiro 20, 2008

Sean Penn


Sean Penn deixou de ser colaborador do diário “San Francisco Chronicle”, por considerar que as suas ideias não se identificavam com a do matutino, que qualificou Hugo Chávez de ditador.

“Só espero que esta grande cidade – que é San Francisco – seja mais inteligente que este diário tão pobre. Chavez foi eleito democraticamente”, declarou Sean Penn

Bobby Fisher


Robert James Fisher, era perseguido pelas autoridades dos Estados Unidos por ter jogado uma partida na antiga Jugoslávia em 1992, ignorando deliberadamente e rompendo o bloqueio que pesava sobre aquele pais, pelo que acabou a vida como refugiado político na Islândia.

Nascido em 1943 na cidade de Chicago, Bobby Fischer era e é considerado como o maior talento no xadrez universal.

sexta-feira, janeiro 18, 2008

Para quando o Hospital do Seixal?

A população da margem Sul tem vindo a crescer a um ritmo elevado, não conseguindo os serviços de saúde existentes dar resposta adequada às necessidades da população existente.

Actualmente as zonas de Almada, Seixal e Sesimbra são servidas por um único hospital, o Garcia de Orta que já não tem capacidade de resposta para tantos utentes. Recentemente no Concelho do Seixal foram encerrados por ordem do Ministério, dois dos três Serviços de Atendimento Permanentes (SAP) existentes, o que veio agravar mais a situação.

O governo através do ministro da Saúde, Correia de campos comprometeu-se com a construção de um novo Hospital no Seixal e um Centro de Saúde em Corroios, no entanto e apesar do município já ter disponibilizado os terrenos e assegurado as acessibilidades, o governo tarda em dar inicio à concretização de uma estrutura que tão necessária é para as populações da região.

Segundo Alfredo Monteiro, Presidente da Câmara Municipal do Seixal, o concelho apresenta actualmente “a pior situação ao nível da Saúde em todo o país”, o que faz com que se torne urgente a construção de um novo Hospital.

Curiosidades desta história do BCP

“...Não deixa aliás de ser curioso que nunca se relacione a situação do BCP com o que está a acontecer na banca internacional, por causa do crédito subprime. Diz o bom senso que não poderia haver pior altura para o BCP ter estado exposto desta maneira ao longo de quase um ano... Bastaria lembrar os resultados desastrosos apresentados pelo Citigroup no mesmo dia em que decorreu a assembleia geral na Alfândega do Porto. Será a banca portuguesa uma excepção?”

Miguel GasparPÚBLICO, 17.01.2008

terça-feira, janeiro 15, 2008

Noticias de Cuba

Um documentário até agora censurado sobre os jogadores de basebol cubanos que fugiram do país e hoje triunfam nas grandes ligas dos EUA foi mostrado no sábado à noite pela televisão estatal, o Canal Habana, e fez a alegria dos adeptos deste desporto.

Foi a primeira vez desde a revolução cubana, há 50 anos, que a televisão governamental difundiu testemunhos de desportistas que deixaram a ilha.

Fuera de Liga, o documentário lançado há quatro anos, conta a história dos Industriales - nome da equipa de basebol mais popular de Cuba.

Na Alemanha como cá a politica é a mesma

Cerca de 2,6 milhões de crianças alemãs - uma em cada seis - vivem na pobreza. É a conclusão a que chegou a Sociedade Alemã para a Protecção de Crianças. O número representa cerca de 14% das crianças com menos de sete anos de idade que, segundo a mesma instituição, precisam da ajuda estatal para viver.

O mesmo relatório diz que a proporção de crianças que vivem abaixo do limiar do bem-estar é hoje 16 vezes superior a 1965. Os números são o dobro se comparados com o ano de 2005, época em que esteve à frente do Governo o Partido Social-Democrata (SPD) de Gerard Schroeder que na altura introduziu cortes no sistema social.

A associação Die Tafel, que distribui sopa quente e outros alimentos por toda a Alemanha, diz que das 800 mil pessoas que recebem ajuda, 200 mil são crianças, e revela que o número tem aumentado nos últimos dois anos.

Segundo a UNICEF, desde 1990, ano da reunificação alemã, a pobreza das crianças aumentou em comparação com outros países industrializados.

segunda-feira, janeiro 14, 2008

Os tiranos fazem planos para dez mil anos*

"As tropas britânicas podem permanecer no Afeganistão ainda por décadas, de acordo com declarações do secretário de Defesa do país, Des Browne, publicadas neste domingo."

Décadas significa 20, 30, 100 anos, bem se pode dizer que os tiranos de hoje à imagem dos de todas as épocas passadas. não fazem as coisas por menos, na verdade por vontade deles, nunca mais de lá saiam.

* frase de um poema do Bertold Brecht

quinta-feira, janeiro 10, 2008

In absentia

Há por toadas as auto-proclamadas “democracias do mundo civilizado”, um aumento e intensificação de politicas que ofendem objectivamente os direitos das populações, gerando ondas de descontentamento que crescem na mesma proporção.

O capitalismo não integra no seu código genético a capacidade de gerir as necessidades das populações, na medida em que isso influi directamente com os interesses conjunturais dos grupos económicos. A perspectiva capitalista assenta principalmente sobre a acumulação de riquezas em franjas da classe dominante, que inclusivamente se digladiam entre si.

À medida que estes interesses vão cimentando o seu domínio económico sobre a distribuição da riqueza, a restante população vai sendo limitada nos seus direitos materiais: do trabalho e da habitação à alimentação, passando pelo acesso à educação e à saúde. Para conter o crescente descontentamento que tal situação provoca, as ditas “democracias modernas e civilizadas” exercem a mais forte diversão sobre as massas, no sentido de as alhear da realidade material, projectando o pensamento colectivo para a esfera do idealismo.

No entanto o poder sabe bem que não basta limitar no plano das ideias a capacidade criativa das massas: é preciso limitá-la no plano material.
Além dos retrocessos civilizacionais que representam as retiradas de direitos, a diminuição dos salários, as privatizações, os actuais governos, independentemente de estarem nas mãos dos “socialistas” ou “sociais-democratas”, “liberais” ou “conservadores”, esquerda” ou “direita” (nas suas concepções vazias), criam todas as condições para a adopção do estado policial como forma paradigmática do Estado.

In presentia, os governos propõem a criação de um estado que dispõe dos mecanismos tecnológicos necessários à investigação criminal através do cadastro global das comunicações e transferência de dados entre todos. In absentia, os governos lançam a passadeira para um estado policial que se vai desenhando como raiz de uma nova forma de fascismo.

Via Império Bárbaro

domingo, janeiro 06, 2008

Faleceu Luiz Pacheco, o libertino

"Não sei nada. Duvido de tudo. Desci ao fundo dos fundos, lá onde se confunde a lama com o sangue, as fezes, o pus, o vómito: fui até às entranhas da Besta e não me arrependo. Nada sei do futuro, e o passado quase esqueci. Li muito e foi pior. Conheci gente estranha nesta viagem. Pobre gente: estúpidos de medo, doidos espertalhões, toscos, patarecos, foliões e parasitas da Vida, parasitas (os mais criminosos, estes) chulos do próprio talento, desperdiçando tudo: as horas do relógio deles e dos outros, e os defeitos de todos, que tudo tem seu calor e seu exemplo; ou frustrados falhados tentando arrastar os mais para o poço onde se deixaram cair por lazeira ou cobardia, impotência de criar (mas o coveiro nada perdoa!). Cadáveres adiados fedorentos viciosos de manhas e muito mal mascarados. Uma caca a respirar."

excerto do texto de Luiz Pacheco, "A comunidade"

quinta-feira, janeiro 03, 2008

A propósito da lei dos partidos

A propósito da pouca democrática exigência da lei dos partidos, de que estes devam provar periodicamente que tem 5 000 membros, Vital Moreira defendendo aparentemente a lei saiu-se com esta no seu blog: “No processo da sua criação todos os partidos existentes tiveram de enviar para o Tribunal Constitucional os nomes de 5000 proponentes.”

Como é possível que uma pessoa habituada a lidar com leis, não perceba que há uma grande diferença entre propor a criação de um partido e ser militante desse partido. É que qualquer um pode apoiar e assinar pela criação de um partido e depois, não ter mais nada a ver com ele, inclusive pode até ser seu adversário político.

E o Petróleo chegou aos 100 dolares

cartoon de José Mercader
É curioso que quando se avolumam nuvens negras sobre o futuro da economia mundial, o ano comece com este recorde simbólico do Petróleo chegar aos 100 dólares o barril.

sábado, dezembro 29, 2007

A lei dos partidos

A actual lei dos partidos é mais um passo no desvirtuamento da democracia em Portugal.

Exigir que um partido apresente os nomes de 5 000 membros é pidesco, contrário ao direito de reserva que cada cidadão tem de preservar as suas convicções politicas.

Não faz nenhum sentido exigir que um partido tenha o mínimo de 5 000 membros, qual o problema de ter meia dúzia. Qual o problema de meia dúzia de pessoas defenderem um ideal?

Esta lei é profundamente antidemocrática, reaccionária e claramente visa atacar os partidos que pretendem a mudança desta politica putrefacta.

sexta-feira, dezembro 28, 2007

Coisas da Venezuela

“A oposição venezuelana opõe-se por sistema a tudo o que proponha o governo bolivariano, independentemente do que esteja em causa.
Quando se colocou a necessidade de trocar – sem custo algum para a população – as lâmpadas incandescentes por outras economizadoras de energia, a oposição opôs-se com argumentos «científicos», que circularam amplamente de boca em boca e pela Internet. Alegadamente, as lâmpadas tinham um «chip» que gravava as conversas familiares. E esse mesmo «chip» revelava quantas pessoas viviam na casa, o que permitiria ao governo saber se havia um quarto disponível, caso em que o proprietário deveria cedê-lo para que fosse ocupado por um médico cubano!
Com este tipo de argumentação envenenaram boa parte da população e em muitos bairros das zonas de classe média e classe alta as juntas de condóminos impediam o acesso dos voluntários encarregues da troca. “

O que nos vale é que nos EUA os Democratas são muito diferentes dos Republicanos

Leslie Stahl no programa da CBS – 60 Minutos em 5/12/1996, a entrevistar a Secretária de Estado Medeleine Albright sobre as sanções impostas pelos Estado Unidos ao Iraque:
Leslie Stahl: "Soubemos que meio milhão de crianças morreram, quero dizer, são mais crianças do que as que morreram em Hiroxima. E, bom, acha que este preço valeu a pena?"
Madeleine Albright: "Penso que é uma escolha difícil de fazer, mas o preço – achamos que o preço valeu a pena."

sexta-feira, dezembro 21, 2007

Almada recusa traçado da rede de alta tensão

Assembleia Municipal de Almada decidiu ontem à noite, por unanimidade, recusar a cedência de terrenos do domínio público à Rede Eléctrica Nacional, para colocação de 80 postos de muito alta tensão entre Fernão Ferro (concelho do Seixal) e Trafaria (concelho de Almada).

A recusa da Assembleia Municipal prende-se com a discordância em relação ao traçado da linha proposto pela REN. A população local e os orgãos municipais consideram que esse traçado põe em causa a saúde pública, por passar muito perto de escolas e zonas habitacuionais. Em alternativa, propõem um traçado alternativo, ao longo da linha do caminho de ferro.

domingo, dezembro 16, 2007

Quantos portugueses sabem ?

"Quantos portugueses sabem que no passado dia 2 de Outubro, 100 mil dinamarqueses saíram à rua em Copenhaga, para se opor aos cortes nos programas sociais do Estado? E que esta é a terceira grande manifestação do último ano e meio nesse país, berço da flexigurança?

Quantos saberão que dois dias depois da manifestação de Lisboa, centenas de milhar de italianos saíram à rua em Roma numa manifestação em que o mar de bandeiras vermelhas com foice e martelo não deixa margem para dúvidas sobre o sentir dos manifestantes?

Quantos de nós sabemos que a Bulgária está a ser varrida por uma onda de greves, com destaque para a greve dos professores, que recebem reformas de apenas 60 euros por mês?

Ou que a Suíça conheceu a maior manifestação sindical desde há várias décadas, quando 20 mil trabalhadores da construção civil se manifestaram pelos seus contratos nas ruas de Zurique em 22 de Setembro?

Ou que os trabalhadores britânicos estão a protagonizar um ascenso de lutas que chegam a ser ilegais, organizadas clandestinamente e apanhando o governo de surpresa com uma adesão quase total, como foi o caso da recente greve dos guardas prisionais? Ou que algo de análogo se passa na Alemanha? "

António Vilarigues n`O Castendo

sábado, dezembro 15, 2007

Oscar Niemeyer, 100 anos de criação

Oscar Niemeyer, em entrevista a Maria da Paz Frechautna Única do Expresso de 8.12.2007

O idealismo e o desejo de inovação foram motores da sua vida. Ainda continua um idealista?

Permaneço um idealista, na medida em que continuo a sonhar com um Mundo mais fraternal e solidário, onde desapareçam as disparidades sociais, hoje ainda muito profundas.

O que é ser comunista hoje?

Confiar no advento de uma sociedade mais igualitária, que deixe de exibir as contradições lamentáveis que o regime capitalista criou.

Qual a coisa mais importante desse sopro que diz ser a vida?

Talvez a capacidade de os homens se fazerem mais solidários e responderem a um mundo onde ainda prevalecem a pobreza e as desigualdades sociais.

Afinal parece que sempre acordaram alguma coisa

“Se fizer um referendo, Sócrates é um traidor”, diz o conselheiro de Sarkozy, Alan Lamassoure (Expresso)

O referendo na Venezuela

Paradoxalmente, o triunfo eleitoral da oposição venezuelana é, também, uma vitória moral para o movimento que encabeça o polémico chefe de Estado: de súbito, o referendo e o seu desfecho desmentem em toda a linha aqueles que acusaram Chávez de antidemocrático, de autoritário e até de ditador, e obrigam a recordar a trajectória de um governo que se submeteu ao veredicto dos cidadãos em numerosas ocasiões, todas elas com elevação: para ganhar a Presidência, para aprovar a Constituição vigente, para o referendo revocatório exigido pela oposição e para ser reeleito.

Ele, agora que perde uma dessas consultas e aceita sem ambiguidades um resultado eleitoral que lhe é adverso, referenda atitudes e disposições inequivocamente democráticas que devem ser-lhe reconhecidas.

Com o referendo de ontem desactivam-se, por acréscimo, as tendências golpistas que sempre alentaram sectores da oposição venezuelana, apoiados por posturas internacionais, como as que representam o actual presidente dos Estados Unidos e o ex primeiro-ministro espanhol José Maria Aznar, partidários da democracia só quando esta é favorável aos seus interesses e aos seus parceiros, e instigadores de acções violentas e ilegais contra governos que não se filiam na direita neoliberal.

quinta-feira, dezembro 13, 2007

Muito alta tensão em Almada

O Município de Almada vai decidir na Assembleia Municipal a realizar na próxima segunda-feira dia 17, a posição a tomar face à linha de alta tensão que a REN(Redes Energéticas Nacionais), pretende instalar e que atravessa as freguesias da Trafaria e da Charneca

a comissão de moradores já está a recolher 4000 assinaturas para formalizar uma petição para que as obras sejam interrompidas, a ser entregue no ministério e no Parlamento."O que pedimos ao ministro da Economia é que equacione um traçado alternativo ou o próprio enterramento das linhas", reivindicou o porta-voz daquela comissão, Filipe Santos, acrescentando que o protesto será repetido segunda-feira na assembleia local. "É uma questão de saúde pública - em causa estão milhares de habitantes, incluindo uma escola com 900 alunos - , mas também de desvalorização do património e do potencial económico que a própria zona possui", alertou.

Constituição Europeia? Ouçam as pessoas!


Este abaixo-assinado, visa recolher assinaturas de toda a UE apelando para um referendo sobre o próximo tratado europeu.

Assinada por deputados do Parlamento Europeu pertencentes a sete diferentes grupos políticos: Anna Zaborska, Eslováquia (EPP), Panayiotis Demetriou, Chipre (PPE), Max van den Berg, Holanda (PSE), John Attard-Montalto, Malta (PSE), Diana Wallis, Reino Unido (ALDE), Silvana Koch-Mehrin, Alemanha (ALDE), Ryszard Czarnecki, Polónia (UEN), Gérard Onesta, França (GREENS/EFA), Tobias Pflueger, Alemanha (GUE) e Jens-Peter Bonde, Dinamarca (IND/DEM).

É apoiado por outros deputados do Parlamento Europeu e ONG’s em todos os 27 estados membros.

quarta-feira, dezembro 12, 2007

Metro Sul do Tejo


Metro Sul do Tejo (MST), 15 de Dezembro é a data prevista para o início da exploração da segunda linha, entre Corroios e a Universidade da Caparica, a partir dessa data é que se pode avaliar da validade ou não deste projecto estruturante para a cidade de Almada.

Aprovar o Tratado e não falar mais dele

"A Europa comunitária, traumatizada com toda a complexidade diplomática que antecedeu a aprovação do Tratado, quer resolver o assunto o mais rapidamente e nunca voltar a falar dele."

domingo, dezembro 09, 2007

O Poder

"Estruturados em torno das velhas famílias que suportaram e apoiaram a ditadura fascista ou que despontaram após o 25 de Abril (Famílias Mello, Espírito Santo, Champalimaud, Azevedo, Amorim, Berardo, Roque, Teixeira Duarte, Pereira Coutinho, Salvador Caetano, Queiroz Pereira, Mota, Vaz Guedes, Fino, Moniz da Maia, etc.), estes Grandes Grupos Económicos tecem entre si e com o capital estrangeiro uma densa rede de ligações económicas e financeiras, sociais e políticas, constituindo uma poderosa oligarquia económica que, com outros sectores da grande burguesia portuguesa e estrangeira, procura assegurar a continuidade do seu poder económico, político e ideológico na sociedade portuguesa."

José Lourenço, na Conferencia Nacional do PCP, sobre questões económicas e sociais.

sábado, dezembro 08, 2007

Resumo da cimeira Europa África

«(...)Esta é a triste história das relações da Europa com África de há cinco décadas para cá: os governos europeus dão umas esmolas e, em troca, avançam a seguir as multinacionais que sacam tudo o que podem sacar(...)"

Miguel Sousa Tavares – Jornal Expresso 08/12/2007

sexta-feira, dezembro 07, 2007

O PS e a liberdade

da Jangada de Pedra

Ontem no parlamento, durante uma interpelação promovida pelo PCP, o Ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva (ASS), criticou o facto de uma jornalista membro da direcção do Sindicato dos Jornalistas (SJ) escrever simultaneamente no Avante!, órgão central do PCP, acrescentando haver um "conflito de interesses" e não ter "nenuma lição" a receber sobre liberdade de imprensa do PCP.

(ver)O líder da bancada parlamentar do PCP, Bernardino Soares, esclareceu que a jornalista foi eleita pelos seus pares para o SJ: "Porventura, o Governo gostaria que aqueles que estivessem no index dos comunistas não pudessem ser eleitos para certos cargos (...) Mas esse facto que tanto incomoda o sr. ministro não incomoda nada os jornalistas que elegeram a direcção deste Sindicato", frisou.

Aqui está um bom exemplo da ideia que estes nossos "socialistas" têm da liberdade

quinta-feira, dezembro 06, 2007

O Socialismo de Sócrates

Post retirado com a devida vénia d`O Bitoque

"O Estado prepara-se para aumentar o valor das rendas dos seus bairros sociais. A intenção foi anunciada ontem pelo presidente do Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU), durante um encontro com jornalistas. "Vamos acabar com a renda social e substituí-la pela renda apoiada", disse Nuno Vasconcelos, presidente daquele organismo, responsável pela gestão do parque habitacional da Administração Central do Estado. Para o presidente do IHRU, a coexistência dos dois regimes - de renda social e renda apoiada - gera situações de desigualdade e injustiça inaceitáveis entre moradores dos bairros sociais. Em causa estarão cerca de 11 mil fogos (número que não foi possível confirmar com o IHRU) que ainda se encontram sob o regime de renda social por terem sido arrendados antes de 1993, ano em que entrou em vigor o diploma que criou o regime de renda apoiada." (in DN)

Se equipararem as rendas, aumentando-as, ficarão todos mais contentes e a justiça reparada...A política "socialista" do executivo de Sócrates não deixa de surpreender... os tolos.

quarta-feira, dezembro 05, 2007

Brian de Palma e Cuba


Os EUA proibiram a ida de Brian de Palma, um dos realizadores mais conhecido do cinema norte-americano contemporâneo ao Festival do Novo Cinema Latino-americano, a decorrer na cidade de Havana em Cuba.

Brian de Palma deslocava-se a Havana para apresentar o seu último filme “Redacted”, uma abordagem critica de um dos maiores conflitos da nossa época, a invasão do Iraque.

Eis mais um grande exemplo da liberdade no país de Bush e companhia.